Tribunal do CADE decidirá sobre arrendamento.

JBS acertou aluguel de unidades do Rodopa em dezembro de 2013 e passará a ter 44 plantas.

O Tribunal do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) decidirá se aprova o aluguel de três plantas do frigorífico Rodopa pela JBS. A decisão foi tomada pela Superintendência Geral, que encaminhou a decisão final do tema ao tribunal da entidade por considerar que mais aspectos do caso precisam ser analisados.
O contrato para o aluguel das unidades de Santa Fé do Sul (SP), Cassilândia (MS) e Cachoeira Alta (GO) foi acertado em dezembro de 2013. Com faturamento anual estimado em R$ 1,2 bilhão, a Rodopa tinha uma dívida de R$ 400 milhões e decicidiu encerrar operações e arrendar três de suas cinco plantas para a JBS. Com isso, a companhia passaria a ter 47 unidades de abate sob a gestão, de um total de 1.500 frigoríficos em operação no país.
“Esperamos que os conselheiros do CADE deem parecer favorável ao negócio, visto que existem mais de 1.500 frigoríficos em operação no Brasil. O alugue das três unidades não representa uma concentração relevante no mercado de carne bovina e não acarreta em prejuízos econômicos ao setor, muito pelo contrário, atende aos apelos de eficiência econômica e social das cidades onde operam”, afirma Francisco de Assis e Silva”, diretor-executivo de relações institucionais da JBS.
O conselheiro Márcio Oliveira foi sorteado para ser o relator do processo.

Fonte: portaldbo.

Bookmark and Share