Secretário de Saúde afirma que tudo está sendo feito para que Centro de Diagnóstico não feche.

Vigilância Sanitária exige profissional técnico para responder pelo local.

Por Daniela Trombeta Dias
Na semana passada, a notícia de que o Centro de Diagnóstico de Santa Fé, que realiza exames para a Santa Casa, AME – Ambulatório Médico de Especialidades – e UPA – Unidade de Pronto Atendimento -, seria fechado, deixou muitas pessoas preocupadas.
Na ocasião, o médico radiologista Hassan Youssef Moussa Filho relatou que não poderia cumprir no momento uma exigência da Vigilância Sanitária, e que, por não ter retorno da Santa Casa ou Prefeitura quanto ao assunto, provavelmente teria que fechar o Centro.
Doutor Hassan, que há mais de 10 anos atua no local e é parceiro da Santa Casa, gerencia o Centro de Diagnóstico, possuindo muitos equipamentos no local, relatou que está à disposição para ajudar no que for necessário, e que, assim como todos, não queria o fechamento do local.

Secretaria de Saúde

Em entrevista a O Jornal, o secretário de Saúde Carlos Rogério Garcia relatou que tudo que está acontecendo é devido a um problema legal. “O que ocorre é que o doutor Hassan não possui o título de especialista pedido pela Vigilância Sanitária; portanto, o Centro de Diagnóstico não possui um responsável técnico para responder pelo local”, explicou ele.
Disse ainda que, juntamente com a Santa Casa e o prefeito Armando Rossafa, já está buscando meios para que o local não feche. “Na quarta-feira, 30, estivemos no Centro de Diagnóstico de Fernandópolis para ver se eles têm interesse em assumir o nosso Centro, e, por isso, hoje, sábado, eles virão conhecer o local”, contou.
Segundo Carlinhos, os responsáveis de Centros de Diagnósticos de Votuporanga e Rio Preto também foram contatados e virão à Santa Fé. “Estamos tentando conseguir com que uma empresa venha ainda assumir os plantões; o problema é que é muito difícil conseguir profissionais nessa área”.
Quanto ao doutor Hassan, o secretário informou que ele se prontificou a permanecer a continuar com os atendimentos e a não mais encerrar as atividades no próximo dia 15. “Nosso intuito é que ele permaneça no Centro de Diagnóstico e o mesmo já se prontificou a continuar. Agora, precisamos continuar buscando um profissional técnico da área para que o serviço não tenha descontinuidade”, finalizou o secretário de Saúde, Carlos Rogério Garcia.

 

Bookmark and Share

Clique e ouça

Tire suas dúvidas aqui.

Está com problemas para nos ouvir ? Clique aqui.