Santa Fé receberá carreta de Manutenção Automotiva do Via Rápida.

Via Rápida.Está previsto para o mês de abril a unidade móvel de Manutenção Automotiva do Via Rápida Emprego, programa do Governo do Estado de São Paulo, coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência , Tecnologia e Inovação (SDECTI) no município de Santa Fé do Sul. Ela oferecerá três cursos gratuitos de qualificação profissional nas áreas de Mecânico de Automóvel, Eletricista de Veículos Automotores e Mecânico de Direção e Freios.

O veículo, que recebeu investimentos de R$ 2,8 milhões do Governo Paulista, possui sala de aula com capacidade para 20 alunos, equipamentos e laboratórios que simulam as práticas profissionais. O objetivo é propiciar um ambiente semelhante ao que será encontrado no mercado. Com duração de 100 horas, os cursos são ministrados por professores do Centro Paula Souza, fundação estadual contratada pela SDECTI.

De acordo com os vereadores de Santa Fé que estiveram em São Paulo na secretaria de estado, o trabalhador qualificado têm mais chances de obter uma boa colocação. “O profissional preparado é o diferencial que as empresas procuram. Os cursos do Via Rápida vão ao encontro a realidade, capacita com dinâmicas de curta duração e atende vários setores”.

Durante o período das aulas, os participantes receberão material didático, auxílio alimentação no valor de 100 reais e subsídio transporte de 150 reais. Desempregados, que não contam com seguro desemprego ou benefício previdenciário, também terão direito a uma bolsa mensal de 210 reais. Serão oferecidos em Santa Fé do Sul os cursos de: Eletricista de Veículos automotores (60 vagas), Mecânico de Automóveis (60 vagas) e Mecânico de Direção e Freios (60 vagas).

Inscrições

Para participar é preciso ter idade mínima de 16 anos e residir em um dos municípios atendidos. Os documentos necessários são RG e CPF. O nível de escolaridade exigido é variado. Os interessados deverão entrar em contato com a prefeitura que divulgará o local para inscrição.

A seleção é feita pela SDECTI, que considera critérios de idade, escolaridade e renda familiar dos inscritos. Quem está desempregado ou é arrimo de família, tem prioridade. Os participantes serão informados por correspondência oficial (email e telegrama).

Bookmark and Share