SAAE deve ampliar ou não local para pagamento de contas?

SAAE, Santa Fé do SulO Saae – Serviço Autônomo de Água e Esgoto – distribui em média mensalmente 13 mil contas de água, contas que devem ser pagas na sede do Saae, situada na rua 27, ou no Posto de Atendimento, instalado no Ganhe Tempo.

Os vereadores Vagner Lopes e Wagner Aparecido (Vaguinho da Saúde) requereram ao superintendente do Saae, Adércio Rodrigues, para que providências sejam tomadas no sentido de se informarem se existem estudos por parte daquela autarquia que objetivem firmar convênio com as agências bancárias, casas lotéricas e correspondentes postais do município para viabilizar o pagamento da conta de água nos bairros.

A justificativa é de que a questão é de grande interesse da população, e de que há constantes reclamações dos munícipes quanto á dificuldade de locomoção para o pagamento.

Segundo os vereadores, muitos alegam que, como precisam ir até o banco ou a casa lotérica para pagar algum boleto, já poderia quitar a conta do Saae. Destacaram eles ainda que hoje é comum encontrar em minimercados, farmácias e outros locais, o serviço de banco postal, que facilita a vida da população. Por isso, é importante que o requerimento seja analisado.

De acordo com Adércio, uma pesquisa foi realizada recentemente pelo Saae, com 1.074 pessoas, e 684 delas disseram preferir pagar a conta ou no escritório da autarquia ou no Posto de Atendimento do Saae.

“Um dos motivos da preferência alegada por nossos consumidores é a rapidez para efetuarem o pagamento, visto que temos sete caixas, sendo cinco no posto de atendimento e dois na sede, que levam de 30 a 40 segundos para atender cada pessoa, sendo então muito mais rápido”.

Enfatizou ele ainda que não é tão fácil essa implantação. “Temos que levar em conta que temos o sistema de corte do fornecimento de água, e que, se um pagamento foi feito em outro local, teremos que esperar até 48 horas para saber que o mesmo foi efetuado; portanto, haveria desencontro de informações, já que teríamos que emitir, cancelar ou religar a água, e, em todos os casos, levaria algum tempo para saber se o pagamento foi feito ou não. Não quer dizer que um dia possa ser implantado, mas, para isso, um estudo e um planejamento deveriam ser feitos com cautela”.

Lembrou ainda que para que a implantação fosse efetuada, há ainda a cobrança de 1,10 por pagamento feito à Caixa Econômica Federal. “Nada é tão simples de ser mudado ou ampliado. Nós contamos com a opção de débito automático para quem possui conta no Banco do Brasil. Basta a pessoa pegar uma autorização no banco e levar ao Saae que o débito será feito todos os meses, e, quanto a isso, posso verificar a implantação do mesmo sistema para os correntistas da Caixa Econômica Federal, visto que bancos particulares não podem ser inclusos”.

Ele contou ainda que reivindicou que seja instalado um ponto de ônibus próximo ao Ganhe Tempo, na rua 8 ou rua 11, onde está situado o Posto de Atendimento, para que o circular da cidade passe por lá, facilitando ainda mais a acessibilidade do local para a população.

Bookmark and Share