Relógios digitais da Estância Turística estão desligados desde abril.

Desde o início de abril está mais difícil para o motorista que circula pelas avenidas da Estância Turística de Santa Fé do Sul ter noção da hora e da intensidade do calor nestes dias de primavera com sensação de verão. Isso porque o mobiliário urbano com os relógios e termômetros estão desligados.

Os totens onde estão instalados os displays com os relógios e termômetros digitais estão desligados há quase um ano, desde o governo de anterior ao atual (PSDB).

Esse problema parece estar longe de ser solucionado e o Projeto Sonho de Natal não deverá ter os instrumentos funcionando. Em resposta a um requerimento do vereador Wagner Lopes datado de 23 de abril, a Prefeitura alega que o equipamento é obsoleto e os custos para recolocar em funcionamentos estes equipamentos seriam muito onerosos aos cofres públicos municipais.

O peemedebista apurou que para colocar os relógios em funcionamento a prefeitura teria que desembolsar cerca de R$16 mil. Os relógios são avaliados em R$ 12 mil cada um. Wagner Lopes disse que foi procurado por alguns comerciantes instalados na Avenida Navarro de Andrade e de uma Academia situada na Rua Carlos Campo que querem que os referidos relógios sejam religados. Para eles o equipamento é importante para todos que passam pelas avenidas e recebem as informações de hora, temperatura e data.

Os relógios estão instalados na Avenida “Navarro de Andrade”, próximo aos monumentos dos Tucunarés (1) e ao Terminal Rodoviário (2) e na Avenida “Conselheiro Antonio Prado”, na saída para Três Fronteiras (3) e na saída para Rubinéia (Bairro São Francisco).

https://lh5.googleusercontent.com/-_wET9JUs4_U/T3MWQOAFVPI/AAAAAAAAG2I/66SbgD4T6m8/s144/fonte%2520de%2520noticias1.jpg

Algo que é possível notar nas imagens ao lado é que há um espaço para a publicidade nesses relógios. Será que essa publicidade não pagaria os custos da manutenção desses relógios?

Bookmark and Share