Proerd realiza formaturas nas escolas municipais.

https://lh4.googleusercontent.com/-KrYVrYNjWRU/U55_WY8A7BI/AAAAAAAAAmo/LVchT_Gi_PM/s292/unnamed-292x242.jpgHá duas semanas as escolas municipais de Ensino Fundamental da Estância Turística de Santa Fé do Sul (SP) realizam comemorações de formatura das turmas do Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência) voltado aos alunos da 5º série.

De acordo com a secretária de Educação Marilza de Almeida Marques esse programa é muito importante na prevenção dos efeitos e danos causados pelas drogas. “O Proerd é um programa que traz a essas crianças o entendimento sobre o mal que a drogas e a violência podem causar em suas vidas e na vida de sua família, ministradas por dois excelentes policiais. E o mais importante é que eles aprendem a escolher os amigos, pois os verdadeiros amigos jamais irão incentivar o uso de drogas”, disse.

O PROERD

O Programa consiste em uma ação conjunta entre as Policias Militares, Escolas e Famílias, no sentido de prevenir o abuso de drogas e a violência entre estudantes, bem como ajudá-los a reconhecer as pressões e as influências diárias que contribuem ao uso de drogas e à prática de violência, desenvolvendo habilidades para resisti-las. O Proerd é mais um fator de proteção desenvolvido pela Polícia Militar para a valorização da vida, com uma sociedade mais saudável e feliz.

As crianças têm o programa incluído no currículo por um semestre, com aulas ministradas uma vez por semana. Os alunos recebem material didático, e os professores também trabalham com ilustrações, fotos e histórias.

Os instrutor do Proerd é o policial militar Valdenir José Tonholo, que trabalha voluntariamente na aplicação do programa há 12 anos aqui no município.

O policial militar Tonholo revelou sua satisfação em fazer parte desse programa. “Nesses onze anos de Proerd ensinei muito, mas aprendi muito mais; porque essas crianças nos dão muitos exemplos. Mas o que fica marcado são os ensinamentos contra as drogas e a violência. Criamos vínculos com essas crianças e desmistificamos essa história que a polícia só vem para repreender”, disse.

Bookmark and Share