Polícia Ambiental faz fiscalização de ranchos na região.

http://www.regiaonoroeste.com/fotos/46549.gifNa última quinta-feira, a Polícia Ambiental realizou nos Municípios de Riolândia, Cardoso, Mira Estrela, Santa Albertina, Santa Fé do Sul e Três Fronteiras, a Operação Visibilidade “Rancho Legal”.

Essa ação tem o objetivo de prevenir a destruição da vegetação nativa, a impermeabilização do solo e ocupação de áreas ambientalmente protegidas como a área de preservação permanente (APP), área verde ou de reserva legal.

A antiga norma do código florestal dizia que só podiam ser construídos ranchos ou devastar áreas depois de 100 metros da margem dos rios.No entanto, esse código foi alterado e, de acordo com a Polícia Ambiental, os proprietários desses locais têm entendido de forma errada que podem utilizar da maneira que bem entenderem a área além da cota máxima, pois o ambiente não teria mais a proteção de Preservação Permanente.

E mesmo deixando de ser área protegida, qualquer intervenção em vegetação nativa (em APP ou não) é passível de licenciamento ambiental, que no Estado de São Paulo é feito junto à CETESB.

Segundo o Tenente da Polícia Ambiental, Cassius José de Oliveira, foram fiscalizados 422 ranchos às margens dos lagos das hidrelétricas de Ilha Solteira e Água Vermelha.

Não teve nenhuma constatação de irregularidade, mas as inspeções serão estendidas para os demais ranchos da região.

https://lh4.googleusercontent.com/-pwteEidrJpM/T3TmNEefkvI/AAAAAAAAG5w/U5omLgmAQv4/s185/fonte%2520de%2520noticias2.png

Bookmark and Share