Estacionamento na Ficcap: um gasto inevitável.

Aline Amaral

A Ficcap é uma festa que movimenta milhões de reais por ano e atrai um público eclético, de várias idades e de inúmeras cidades da região até de outros estados. E uma das áreas que movimenta a circulação de dinheiro e inevitavelmente faz o convidado gastar é o estacionamento. Na 38° Ficcap serão 7 no total, incluindo os estacionamentos particulares, o da Prefeitura e o da Fundassul.

Segundo o Presidente da Fundassul, José Emídio Calazans, há quase 30 anos a Fundassul possui estacionamento dentro do Recinto da Ficcap, com um único objetivo: angariar recursos para as entidades beneficentes de Santa Fé.

“O diferencial do estacionamento da Fundassul é por ser dentro da festa e possuir seguro, que cobre roubo e incêndio. Também são contratados 4 vigias para dar suporte em todos os dias e cada noite uma entidade é responsável por montar uma equipe de mais 5 pessoas para trabalhar no local”, afirmou.

José Emídio contou que “o estacionamento da instituição comporta 650 carros e no ano passado repassou para as entidades da cidade R$21.613,00, arrecadados nos 9 dias de festa. A Fundassul está sempre à disposição para colaborar com as entidades, seja através de eventos ou trabalhos realizados”.

Já os sócios Ademir Teixeira e Juceler Alves trabalham há 8 anos com o estacionamento “Pirâmide” na Ficcap, e contam que, apesar das despesas, com um trabalho suado e de qualidade, dá para tirar uma renda extra no ano.

O Pirâmide tem espaço para acomodar 1.500 carros e possui 18 funcionários para cuidar das vendas e da vigia dos automóveis. Além de ser um lugar bem iluminado e localizado, em frente à entrada principal da festa.

Ademir explicou que “os gastos são muitos, como a locação do pasto, diária de funcionários, preservação e entrega do pasto devidamente conservado, além de uma quantia que é cobrada pela Prefeitura para a colaboração da festa”.

Para Ademir a mudança da data do final do rodeio e encerramento da festa pode prejudicar no lucro do trabalho, pois o domingo se tornará um dia bem menos frequentado. No entanto, a presença de duas boates nos dias de festa atrairá muita gente de fora e a tendência é aumentar o número de visitantes.

Fonte: O Jornal de Santa Fé do Sul.

Bookmark and Share