Começam na segunda-feira obras de ampliação do Cemitério São João Batista.

Por Daniela Trombeta Dias.

Não é de hoje que a situação do Cemitério São João Batista, em Santa Fé, é preocupante, visto que há pouquíssimos espaços para sepultamentos.
Em julho do ano passado, segundo informações da Prefeitura, havia apenas 50 vagas para sepultamentos, não sendo estes números referentes aos jazigos de família nos quais podem ser enterrados mais de um ou dois corpos.

O cemitério possui umaárea total de 40.313m², e, atualmente, o valor cobrado para o sepultamento completo, que inclui placa numérica, placa perpétua, carneira e taxa de sepultamento é de R$ 741,57. Porém, o terreno não é vendido. A taxa para sepultamento quando o terreno não é comprado é de R$ 128,35 e, para as sepulturas não perpétuas o tempo de exumação é de 5 anos.

A Prefeitura sempre afirmou que a situação sempre foi uma de suas preocupações, porém, desde a última quinta-feira, o primeiro passo para a ampliação do cemitério já foi dada.

Foi aprovado pela Câmara Municipal, o projeto de lei que autoriza o município a desafetar duas áreas, integrantes do prolongamento da rua 10, e rua Sul, contíguas ao Cemitério, para que o mesmo seja ampliado.

De acordo com o projeto, serão desafetadas as áreas de terras do prolongamento da rua 10, com 1.835,65 m², localizada entre o prolongamento da Rua Sul e alça de acesso, até a divida com o Departamento de Estradas e Rodagens, com as seguintes medidas: pela frente mede 16 metros e confronta com a Rua Sul, situada no Distrito Industrial I; pelo lado direito mede 115,5 metros e confronta com o lote 01, da quadra 01, também do Distrito Industrial I; pelo lado esquerdo mede 114 metros e confronta com a área do cemitério; pelo fundo mede 16,07 metros e confronta com a alça de acesso do DER – Departamento de Estrada e Rodagem-.

Ainda será desafetada outra área de 1.845,80 m², localizada entre o prolongamento da rua 10 e rua 8. Todo o processo será feito com recursos próprios pela Prefeitura, suplementadas as despesas se for necessário.

O que diz A Prefeitura

A Prefeitura informou à reportagem que as obras já devem começar na segunda-feira, dia 20. “A primeira etapa será construir um muro que cercará as áreas que serão desafetadas e, posteriormente faremos o restante. Temos muita pressa quanto a isso”, explicou.
Enfatizou ainda que a ampliação visa que o cemitério terá espaço para sepultamentos pelo período de 6 a 8 anos. “Não usaremos a área do campo do Palmeirinha, porém, após esse tempo, possivelmente o prefeito da cidade terá que usá-la”, finalizou.

Bookmark and Share