Caso de mariticídio irá a júri em Santa Fé.

Julgamento.Dois anos após matar o marido Edison José de Oliveira, com uma facada, a moradora de Santa Rita D’Oeste, Georgina Quintino dos Santos, irá a Juri Popular, que será realizado nesta quarta-feira, dia 23, no Fórum de Santa Fé.

Um dia após o crime, ela se entregou a polícia e relatou ao delegado Gervásio Fávaro que, após uma discussão, o esposo a agrediu com bofetadas no rosto e a agarrou pelo pescoço, por isso ela teria dado dito que se ele a agredisse novamente, o furaria com uma faca.

A acusação será com base em homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e por recurso que dificultou a defesa da vítima. Já a defesa, que será feita pelo advogado Gilberto Antonio Luiz, abrangerá o fato ocorrido como sendo a explosão de uma série de acontecimentos que envolviam o casal, no qual a mulher é sempre vítima da violência do homem.

Bookmark and Share