AME ameaçado de fechamento.

http://www.ojornaldesantafedosul.com.br/materia4.jpgA notícia veio perdida no meio da coluna “Painel” da Folha de São Paulo, de terça-feira, dia 2: “A juíza Carla Kutby, da 5ª Vara do Trabalho de São Paulo, acatou pedido do Ministério Público e decretou a nulidade de todos os contratos de gestão firmados pela Secretaria da Saúde com Organizações Sociais”.

Na sentença, ela diz que “os acordos promoveriam terceirização ilícita da Saúde. Com isso 37 hospitais e 50 ambulatórios correm o risco de parar”. A Procuradoria Geral dp Estado deve recorrer da decisão.

O AME de Santa Fé é conveniado com a Secretaria Estadual da Saúde através da Santa Cada de Voetuporanga.

Os AMEs são centros ambulatoriais de diagnóstico e orientação terapêutica de alta resolutividade em especialidades médicas, com ênfase nas necessidades da rede básica. Devem proporcionar atendimento de forma próxima e acessível ao cidadão, através da prestação de um conjunto de serviços que garantam uma intervenção rápida e eficaz, a fim de promover o diagnóstico precoce, orientar a terapêutica e ampliar a oferta de serviços ambulatoriais especializados, atendendo à necessidade regional nos problemas de saúde que não podem ser plenamente diagnosticados ou orientados na rede básica, pela sua complexidade, mas que não precisam de internação hospitalar ou atendimento urgente. Os atendimentos nos AMEs são referenciados e programados, em regime de consultas.

São direcionados para a oferta de serviços de consulta especializada, a indicação de exames de apoio diagnóstico e orientação de tratamento, dentro de um contato único dos doentes com o centro, sempre que possível. Prevê-se, ainda, que possam resolver a maior parte das consultas em um único deslocamento do doente, dentro dos processos clínicos prioritários previamente definidos e incluídos em suas carteiras de serviços.

A carteira básica geral de serviços dos AMEs é composta de:

Serviços de consulta de atendimento especializado de suporte a rede básica de saúde; serviços de suporte diagnóstico para os pacientes atendidos, sempre coerentes com a estrutura de oferta definida e com a incorporação de sistemas eletrônicos; serviço de diagnóstico por imagem; serviço de análises clínicas; serviço de métodos diagnósticos de especialidades (incluindo endoscopias e métodos gráficos); serviço de documentação e atendimento ao usuário; linhas de cuidado de alta resolutividade, definidas para cada especialidade e contempladas segundo processos clínicos ou problemas de saúde mais relevantes/ prevalentes na região; cirurgia Ambulatorial, em regime de hospital dia ou não, com ou sem anestesia.

https://lh5.googleusercontent.com/-YM4jyG7PkkI/T3hihan_jfI/AAAAAAAAG-M/EHBKXwp-OXU/s127/Fonte%2520noticias4.JPG

Bookmark and Share