Acadêmicos realizam júri simulado com Fernando Capez.

Por Kayki Martins

http://www.ojornaldesantafedosul.com.br/arquivos/materias/mat123.jpgO Júri Simulado, realizado no Complexo Turístico, Cultura e Histórico, pelo curso de Direito da Funec, na última segunda-feira, 29, foi de absoluto sucesso, não somente pela presença do jurista Fernando Capez, mas também pela competência demonstrada na preparação do evento.

Fernando Capez é professor de Direito Penal e Procurador de Justiça (licenciado), figura reconhecida em todo país, devido as suas vinte obras publicadas nas áreas de Direito Penal e Direito Processual Penal.

Quem compareceu ao evento pode assistir, além da notória qualidade do renomado jurista, um desempenho excelente dos alunos do 7º termo Alberto Haruo Takaki, Valter Rodrigues Brandão e Guilherme Hernandes Sicuto, que foram preparados para atuar na defesa do julgamento pelo professor e advogado, Gilberto Antônio Luiz.

Representando o Ministério Público estava Fernando Capez, que teve como assistente da acusação o aluno, também do 7º termo, Marcelo Pitaro Ribeiro, que auxiliou o jurista a conduzir com maestria seus fundamentos aos jurados. Em seguida, na defesa, explanou os fatos o aluno Guilherme Sicuto, que já de início rebateu bem a tese da acusação.

Na réplica da acusação, e na tréplica da defesa, foi que o embate realmente esquentou, com o Capez rebatendo até mesmo sua própria doutrina citada anteriormente, para poder assim levar os jurados a uma condenação rígida. Porém, surpreso este ficou ao se iniciar a argumentação do aluno Alberto Haruo, que, com emoção e uma tese sólida, conduziu o júri e todo o público ao convencimento da inexistência de dolo do réu, que terminou por ser julgado não pelos jurados, mas pelo próprio juiz Camilo Resegue Neto, que presidiu o Júri, em razão dos jurados entenderem que a conduta do acusado foi culposa, e não dolosa, tirando, assim, a competência dos jurados para julgar o caso.

A respeito da importância da relação entre teoria e prática para os alunos, Fernando Capez disse que “direito é emoção, é vibração, é alegria, é falar o difícil da maneira mais fácil possível, é despertar no aluno o interesse pelo aprendizado, pelo aperfeiçoamento para que ele continue e termine o seu curso e siga na sua carreira. Com este evento, eles vão aprender com a prática do júri, com a energia que tem os debates do plenário do júri e tenho certeza que isso vai ser muito importante na vida e no futuro profissional deles como foi para mim quando eu estava na faculdade, onde também fiz um júri simulado quando estava cursando o quinto ano de Direito”.

“Para nós foi uma experiência única, pois dividir o plenário com um jurista tão renomado de envergadura nacional e internacional como é o Fernando Capez, marca nossas carreiras para sempre”, relataram os alunos participantes do júri.

No evento, também estiveram presentes o juiz da 1ª Vara da Comarca, José Gilberto Alves Braga Júnior, os promotores de justiça Alfredo Luiz Portes Neto,  Felipe Wermelinger Caetano e Wilson Rogério de Souza e também o de Palmeira D´Oeste, Andrey Ribeiro Nasser.

https://lh5.googleusercontent.com/-YM4jyG7PkkI/T3hihan_jfI/AAAAAAAAG-M/EHBKXwp-OXU/s127/Fonte%2520noticias4.JPG

Bookmark and Share